Rescaldo | Rio Ave 1 vs. 3 FC Porto

Imbicto leitor,

Já sabes que não me vais ver a escrever com grande pormenor sobre cada um dos jogadores, ou lances. Para isso, a Bluegosfera é rica em análise da boa e da técnica que eu, francamente, não sei fazer. Aconselho-te, portanto, a “dar a ronda”…!

O jogo de ontem começou um pouco estranho. Nervosismo aqui e acolá num início a que temos sido habituados, nos últimos anos: lento, sem ideias, sem entendimento e a dar a perceber que tudo vai dar para o torto a qualquer momento, onde o entrosamento ainda não é aquele que se quer, naturalmente.

Ainda que tímido, o FC Porto lá se foi aproximando da baliza adversária com perigo, mas sem remates. Do outro lado, as bolas paradas e um gajo que enerva um morto de seu sobrenome Ribeiro, foram fazendo os estragos da praxe. No início, a única coisa que se ia salvando era mesmo o árbitro.

Depois do golo do Rio Ave, (re)ssurgem os fantasmas das bolas paradas, das marcações “mistas” e da lentidão com que a defesa se faz aos lances – com os olhos. Casillas está isento de culpas (aqui, mas não no jogo miserável de pés com o qual insiste em brindar-nos em memória falsificada de Hélton). E é por estes momentos que Felipe e Marcano voltam a conquistar o estatuto de saco de pancada. A lentidão do primeiro ainda em fase de adaptação ia sendo colmatada com uma certa prática do segundo, sobrando espaços vazios aqui e ali, com falhas de lentidão extrema de Maximilliano e com a flta de experiência com a “ratice” dos nossos adversários para com Alex Telles.

Mas o FC Porto voltou. Voltou a toda a força contra o meu pessimismo. Trocas velozes de passe com lances técnicos e desmarcações sérias, reduzindo para quatro o número de minutos em desvantagem. Corona, de costas, roda sobre si mesmo a passe de André Silva e faz um golo fantástico para o qual não teve nem palavras, nem ares de festejo, com tal espanto. Pouco depois, num lance não menos interessante, remata ao poste, fazendo-me gritar golo para o vazio…

A segunda parte chegava e outro espírito pairava no ar. Mais optimismo e mais segurança, após estranhar um começo de jogo onde a falta de velocidade e um banco de suplentes inenarrável faziam adivinhar o pior. Mas Nuno assumiu-se como treinador que sabe como e quando substituir – uma circunstância à qual não estávamos mais habituados. Do outro lado, o promissor Capucho mostrava ter o TPC feito.

O golo de Herrera foi um hino ao futebol. Os passes de Otávio, o acompanhamento. No final, coroa-se André Silva e dá-se um pontapé na falta de sorte ao empurrar uma bola de penalti à segunda.

E bem… Aquele árbitro que começara normalmente, voltava a ser o tipo que sobe sem se saber por quê, meteoricamente, de divisão e que restabelece o conhecimento prévio daquilo pelo que sempre foi célebre: um profissional inseguro, que não sabe aguentar jogos ou fazer respeitar naturalmente – talvez pela sua parca experiência e falta de correspondência estatutária. A expulsão de Telles foi a puxar para o anedótico depois de um primeiro amarelo perfeitamente justificado, onde o gelo deu um realismo fabuloso à coisa e onde o mote para fazer regressar Layún relembrou que temos ali dois grandes jogadores com características antitéticas para a mesma posição.

E pronto… O “pinheiro” lá entrou e até deu um ar da sua graça. Enquanto isso, os queimadinhos lá estão fora dos convocados, a mirrar em valor e em incredulidade com esta gestão estranha de activos.

De resto, fica o resultado e o regresso que se espera à nossa condição natural: ganhar, com o sentimento de paz na manhã seguinte, depois de uma noite bem dormida.

Imbicto abraço!

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s