Tu eres el weakest link. Adiós!

Imbicto leitor,

É com tristeza que percebo que Lopetegui não mais será treinador do FC Porto. Pelo homem e não pelo clube. Tudo ainda sem confirmação oficial, onde o site do FC Porto está inacessível por hoje (provavelmente arrebentou com o servidor) e a Dragões Diário (ou Diários, dependendo do artista…) não são fonte imediata de coisa alguma.

Sim, estou triste. E estou triste porque apoiei este homem. Apoiei-o até ao limite do sustentável, atribuindo-lhe a si o que de sua culpa era intransponível e inegável, nos últimos jogos.

Continuo sem embarcar na legião de adeptos que não o consideram um bom treinador. Continuo a achar que existe um sentimento profundo de injustiça no aparente, salvo se levar em consideração as fontes do Miguel Lourenço Pereira que faz acusações graves sobre o técnico – mas a verdade é que costuma estar bem informado e, se assim o for, caem por terra grande parte das minhas críticas em certo momento a alguns autores do Reflexão Portista.

Sem mais especulações, detenho-me na informação disponível, possível de interpretação, e a verdade é que o pai de Lopetegui (sim, os treinadores, aparentemente, também têm “paizinhos”…) tem razão. Simplesmente, deixaram o homem naufragar, numa atitude que eu e alguns colegas da Bluegosfera fomos criticando de forma exaustiva e que poderia não ter outra saída que não esta. Escudar uma estrutura feita em uva passa num colete Basco não era a melhor das saídas e, conhecendo nós de que material são feitos os invertebrados “pés-de-microfone” (bela imagem, Miguel Lima!), seria normal assistir a este tiro ao alvo ridículo que isenta, em grande medida, a razão pela qual Lopetegui sai.

Reafirmo, portanto, e sem arrependimento, que foram as circunstâncias que levaram o treinador do FC Porto à saída e não a sua competência que, de tanta pressão e solidão, levaram a que decisões técnicas questionáveis fossem repetindo-se cada vez mais frequentemente nos tempos recentes, invertendo os recordes de sucesso que foi batendo e dos quais ninguém se quer lembrar, tornando a sua partida uma exigência, ao ter-se criado sobre si a origem de todas as coisas.

Sim, era teimoso. Está aqui grande parte da razão. Essa teimosia de querer remar contra o oceano de um gajo que, simplesmente, depois de estar num quarto fechado, sem saída, com atiradores, não tinha outro remédio que não fosse o de atirar-se às armas – porque dos homens daria ele bem conta.

Sobra, no entanto, uma estranha forma de sobrevivência: a da direcção. Que não haja dúvidas: Lopetegui sai porque a direcção não foi coerente e, muito provavelmente pela primeira vez, temeu. E mesmo que tenhamos em conta que dentro dela haja pessoas a pensar diferente, as decisões são unas e saídas das mãos de Pinto da Costa.

O elo mais fraco sai. Com ele não saem os verdadeiros responsáveis. Esses, que nunca, jamais, farão mea culpa aos actos numa soberba ainda maior do que a de Lopetegui. E agora é esperar que a estupidez se escreva e, pior, muito pior, que as coisas abanem de vez quando Lopetegui abrir a boca bem alto, num local onde a onda de choque bate forte e feio. E aí sim, conheceremos publicamente o verdadeiro Lopetegui…

Imbicto abraço

 

Anúncios

5 thoughts on “Tu eres el weakest link. Adiós!

  1. Imbicto amigo,

    Faço minhas as tuas palavras. Perder 11 jogadores de um momento para outro, é imenso. Se a SAD não aproveitar esta mudança de técnico para perceber que precisa de mudar de paradigma, daqui a 6 meses estaremos no mesmo….

    Abraçom

    Liked by 1 person

  2. pois…
    e quando esse momento chegar (porque pelos vistos ele sente-se traído), nao lhe faltarao os microfones que hoje o abatem nem os mesmos amplifcadores que hoje o calam.
    esperemos para ver como isto terá sido resolvido, mas, apesar de tudo em que te dou razao, continuo a ficar com aquela impressao de que ele nunca percebeu exactamente onde estava… até quando dizia que “nao estamos assim tao mal…”

    Gostar

    1. Imbicto Michael,

      Não posso deixar de concordar com essa questão. Receio bem que essas expressões de abstracção da realidade possam denunciar mais do que força de vontade. Trata-se de não entender um contexto – mas também fazia parte da sua própria estratégia profissional de deixar o seu orgulho intacto.

      Imbicto abraço

      Gostar

  3. Caro Imbicto,

    Sinceramente acredito que Lopetegui demontrará ‘Hombridade’ mais que suficiente para proteger o FC Porto com a sua discreção da mesma maneira que assumiu, desamparado, as ‘dores’ do clube (tantas vezes como o Prof. Jesualdo nos escaldantes anos do Apito Dourado).

    O divórcio tornou-se inevitável quando as expectativas de todos os intervenientes nesta tragi-comédia sairam defraudadas. Por mim renovava grande parte do elenco da produção e não apenas o encenador…

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s