Mais sinais de mudança

Imbicto leitor,

A mudança é um conceito curioso. Pode não significar apenas ruptura e conter em si um retorno a algo que cambiara no sentido contrário àquilo que deveria ser a orientação original.

E falo em mudança porque entre ontem e hoje vi dois pequenos-grandes sinais de que a próxima época promete.

Em primeiro lugar, a renovação com Moncho López. O treinador da Dragon Force vê assim o seu vínculo prolongado por mais cinco anos, numa tentativa de somar o dobro do tempo àquele que o prende por estes lados, já desde 2009. A aposta é clara na estabilidade, num projecto com números impressionantes, onde só a consideração mútua, a competência e uma ligação muito especial ao clube permitiria tornar este casamento possível.

Moncho FC Porto

Uma palavra ainda de desmancha-prazer para quem acreditou na possibilidade desta notícia

Resta saber o que acontecerá na próxima época, a confirmar-se a participação do clube no principal escalão do basquetebol nacional (depois do que aconteceu no ano passado já acredito em tudo), a fazer-me lembrar os bons velhos tempos do Rosa Mota…


A segunda notícia não passa de um rumor, portanto, não me alongarei, já que sabem que não gosto de ter como referência informações incertas. Ainda assim, devido ao sujeito passivo ser demasiado querido por estas bandas, não poderia escapar uma ou duas de treta.

Falo de André André que, após uma saída certa para o Porto, passou a ter outra saída certa para o Málaga e agora parece ter regressado como certeza ao FC Porto 2015/2016. Ao que parece – e nunca comentaria isto se não envolvesse representantes oficiais no processo – o Málaga teria celebrado um pré-acordo com o jogador do Vitória, pagando uma verba próxima do milhão de euros (valor da rescisão), pré-acordo esse que o jogador, alegadamente, não pretenderia cumprir, depois de recebida uma contra-proposta mais aliciante do FC Porto, onde o factor económico e afectivo teriam tido impacto maior.

Mesmo não gostando de pessoas que rompam acordos, falamos de um pré-acordo. Nestes casos sabemos do que se trata e sabemos da não efectividade/ permanência de carácter condicional – daí o “pré”… E como nada é certo, nada mais direi a não ser que esta notícia, a ser verdade, daria uma esperança acrescida para um FC Porto que se reestrutura no melhor sentido: o do respeito pela sua matriz e por si mesmo.

Imbicto abraço!


Foto de capa: L.L., Record

Anúncios

2 thoughts on “Mais sinais de mudança

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s