Dragões Diário: nem aquece, nem arrefece (ainda)

Imbicto leitor,

Ultimamente, tem havido um grande destaque para uma newsletter lançada com um formato inovador, por parte do FC Porto: a Dragões Diário. O projecto, no qual Francisco J Marques dá a cara, tem, de facto, uma base interessante, a partir de um formato por demais conhecido entre subscritores de sites de informação, filiação, ou consumo, tentando ser, claramente, um pequeno boletim generalista, onde se apresenta cerca de metade a 75% de conteúdo dedicado ao clube, deixando o restante para outro tipo de matérias, como a cultura geral e a actualidade informativa.

Como saberão os meus caros e Imbictos leitores, não me caracterizo muito pela crítica fácil, nem gosto de me enquadrar na crítica “do contra” e do “´tá tudo mal”. Mas importa fazer uma apreciação, em minha perspectiva, a uma newsletter com clara margem de progressão e que não se quer um substituto da primeira pessoa; da estrutura do clube, longe de ser um instrumento de comunicação mais efectiva, como é a Revista Dragões.

Beta?

Ora, em primeiro lugar, fico claramente com a impressão de que estamos perante uma espécie de documento em cima do joelho. Genericamente, os textos são acertados em termos de volume material e formal, mas apresentam-se um pouco numa lógica: “toma lá!”. Para além disso, formalmente, a Dragões Diário faz-me lembrar as newsletters de há dez anos atrás: pouco rica em termos gráficos, onde a “premissa” dos 80/ 20 de imagem texto estão longe de correspondência. Isto não é obrigatório, mas aconselhável, uma vez que olhamos para uma página em branco, monótona, com duas variações de texto.

Um destaque ainda para a hora a que é enviada: o intervalo 7H15-7H30. Uma hora em que temos poucos emails e os que temos são relacionados (sites de informação). Para além do mais, é a hora aproximada a que muitos estão de partida para o trabalho.

Acredito, portanto, que estamos perante uma base de teste a evoluir. E uma boa base! Urge investir num ´template´, fazendo acompanhar os conteúdos por uma ou outra imagem, nomeadamente em relação às matérias do clube. 

Mobile e Plataformas Email

Importante será ainda referir a pouca interacção mobile existente. Há uma dificuldade tremenda em ler o conteúdo em smartphone, numa altura em que as percentagens de utilização do mesmo vão dos 50% aos 80%, entre Portugal e o resto do mundo, respectivamente, sendo o seu uso preferencial e maioritário para consulta de email pessoal, ou de trabalho. Aqui, as percentagens sobem para valores consideráveis.

Dragões Diário Smartphone

Dragões Diário em vista Mobile (Smartphone)

Não será, portanto, aconselhável, manter o modelo actual. Trata-se, uma vez mais, de actualizar o ´template´ de forma a facilitar o acesso, eventualmente dividindo as matérias em blocos, já que aumentar o tamanho da fonte não me parece acertado. Todos sabemos que a falta de paciência, ou a dificuldade constante em aproximar e afastar o tamanho do texto são entraves à boa utilização, o que, por sua vez, tratá consigo uma agravante na taxa de rejeição.

De resto, parece-me acertado. A leitura em ´desktop´ não levanta problemas para lá da já referida monotonia bicromática. As disposições legais são cumpridas, bem como o certificado de privacidade que baixa significativamente a taxa de ´spam´, garantindo maior e melhor entrega aos subscritores. Também a ligação ao Social lá está, no campo superior direito, bem como a versão web (que deve ser usada como recurso), no canto superior esquerdo. O próprio facto de não haver o exagero oposto, de ter mais imagem do que texto, torna o email “amigo” das plataformas de email, nomeadamente para a vasta comunidade de utilizadores Outlook, onde a pré-visualização é um grande problema.

Materialmente falando…

Sem mais treta semi-técnica, porque haveria muito para dizer sobre o mesmo, mas com toda a certeza de que o Gabinete de Comunicação e Marketing está a par do assunto, vamos àquilo que interessa aos mais exigentes: o sumo da coisa.

Antes de mais, há uma pergunta a fazer e que à qual, com toda a certeza, os responsáveis pela Dragão Diário gostariam de obter uma resposta: o que queremos que esta newsletter seja?

Francamente, receio que a Dragões Diário venha a ser mais um mecanismo que escuda a reacção na primeira pessoa por parte dos responsáveis administrativos do FC Porto – a estrutura. Já com a Revista Dragões, temos assistido a uma crescente utilização da mesma para servir de veículo primário da reacção do presidente do clube, no seu espaço.

Todos sabemos deste tipo de limitação: quer temporal, quer espacial. Não me parece adequado que um assunto premente seja comentado uma semana depois (como já aconteceu, por mais que uma vez…). Faz tanto sentido quanto um idoso não se lembrar aonde raio deixou a merda da chave… Mas isto tem que ver, possivelmente, com uma mudança de paradigma que tem custado a todos e que, mais do que isso, tem custado a compreensão e a divisão por entre aqueles que sempre se habituaram a reacções prontas, enérgicas e cirúrgicas de indivíduos concretos. Mas isto é motivo para um outro artigo…

No passado dia 30 de Abril, a Dragões Diário publicou a seguinte estocada: “João Capela foi premiado com uma segunda oportunidade para apitar o Gil Vicente-Benfica, depois de no jogo na Luz ter ‘feito’ o resultado, com aquele fora-de-jogo que até o ‘Barbas’ [célebre adepto do Benfica] assinalava”; “Capela é uma espécie de Rei Midas do Benfica, que em 12 jogos arbitrados pelo juiz lisboeta ganhou 11, empatou um, marcou 28 golos e não sofreu nenhum. Sim, nem um para amostra”.

Sem dúvidas que foi muito bem conseguido. Tivéssemos outro tipo de imprensa mais “católica” e este tipo de “fait divers” seria levado ao “#colinho”, como outras campanhas aclamadas por todos como um ´case study´do Marketing – até por quem tem sido roubado insistentemente, semana após semana.

Mas será isto adequado? Ou por outro modo: será adequado fazê-lo por esta via? Sim. Mas (há sempre um ´mas´) se houver correspondência noutro tipo de vias. Falo, pois, de reacções que não se fiquem por uma espécie de rodapé da comunicação, refugiando-se noutros agentes: neste caso, no autor, Francisco J. Marques. Deste modo, é transmitida uma ideia de isolamento – talvez com fundamento devido aos prontos castigos constantemente e historicamente aplicados aos nossos dirigentes, ao contrário de outros, que podem, catedraticamente, dizer tudo. Mas no futebol, como na Realpolitik, ou como no xadrez, é preciso sacrificar peças para vencer o jogo.

Ainda assim, pareceu-me especialmente preocupante um outro tipo de acção: a da retaliação vulgar.

Refiro-me, portanto, à Dragões Diário de dia 2 de Maio: “Jorge Jesus quis ter graça e disse ontem que só se engana nos nomes quando quer, confessando que a troca de sílabas no nome de Lopetegui foi propositada. O Dragões Diário não o vai contrariar, o que não seria bonito, porque até acha que Jesus tem qualidade para treinar o “Monster United”, ou o tridente do Paris-SG constituído por “Abramovich, Laveza e Cavani”. É fácil “acraditar” que seria “piners” para o conceituado treinador dedicar aos “motocars” da Amadora. “Un diseur”.

Pergunto: será este o meio adequado? Será este, institucionalmente legitimado como parte da comunicação do clube, um tipo de reacção, onde a linguagem é acusatória e escarnenta, a forma certa e legítima de fazer passar uma crítica, ou de dar uma “resposta à altura” – para mim, baixa… Não. E não, porque esse papel deve ser nosso, Bluegosfera; esse papel deve ser dos comentadores; deve ser de gentes não ligadas directamente à estrutura portista.

Não me alongarei mais, até para, espero, dar lugar a algum tipo de debate que procure reflectir o que deve ser a Dragões Diário, ou a estratégia de defesa (não comunicação) do FC Porto.

Um projecto interessante, promissor, mas que precisa de apurar o objecto, a matéria e a forma.

Deixo-vos, assim, à vontade, mais abaixo (salvo seja!), na caixa relativa aos comentários…

Imbicto abraço!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s