Primeiro post em prosa | Declarando intenções

Imbicto leitor,

Como sabes, encontra-se em aberto uma votação, aqui, que pretende perceber se gostarias que o modelo do Imbicto Poema fosse actualizado para um estilo diferente. Levado pela dúvida, por algumas propostas e pela clara dificuldade em fazer passar uma ou outra mensagem de forma mais clara, resolvi auscultar os seguidores deste modesto espaço, procurando pluralizar a coisa…

Assim sendo, serve esta mensagem como “teste” demonstrativo da alternativa que, uma, ou outra vez, poderei encontrar como recurso – nomeadamente nos rescaldos dos jogos, ou de alguma matéria mais sensível, onde a ironia poética pode não ser a opção mais acertada, ou promotora de debate.

Serve ainda este intento de pretexto para ensaiar uma declaração de intenções sobre este espaço de opinião, que pretende contar convosco de forma mais activa. E assim, prossigo…

Acreditava eu apresentar um estilo singular…Enganei-me. A minha selectividade seguidista levava-me frequentemente a espaços como: o Porta 19, o Tomo II (actualmente, Novo Tomo/ III), o Porto Universal e o Bitri. Levava-me ainda ao Reflexão Portista e ao Tribunal do Dragão. Estando longe de espancar a minha consciência com um trabalho semelhante, de estilo diferente, do #Joker, no Tribuna Portista, blog que conhecia apenas de nome. O choque levou-me, inclusivamente, a enviar um email a desculpar-me pela falha grave, penitenciando-me. Mas sem resposta, para agravante minha. Desde então, tenho vivido num certo purgatório de culpa: apresento, assim, as minhas desculpas ao #Joker, mas, como se costuma dizer – com verdade -, “nunca foi minha intenção”!

Não pretendendo fazer disto um ´ganha-pão, ou “statement” egóico. Decidi, do dia para a noite (literalmente), escrever qualquer coisa. Palavras que expurgassem uma qualquer sensação de injustiça e de singularidade vivenciada na cultura portista, tantas vezes sonegada por mecanismos de ´quarto poder´ – que derivará, no numérico, da divisão de pecado de uma qualquer casa e não do acrescento “Montesquieuiano”…

E, para já, fico-me por aqui. Nada mais há a acrescentar, a não ser renovar o pedido para que continuem a votar naquilo que pretendem que este blogue seja de forma diferente. E claro… Já agora, que comentem e que promovam o debate. Os tempos que passamos assim o exigem…

Despeço-me com um imbicto abraço, sem esquecer o precioso tempo que vos tomo e que merece um grande obrigado da minha parte.

Até já! Se assim quiserem…

Anúncios

5 thoughts on “Primeiro post em prosa | Declarando intenções

  1. Não há pelo que pedir desculpa a ninguém, só porque alguém foi o primeiro a fazer uma coisa deste género não quer dizer que seja dono do estilo. De qualquer forma, parece-me boa ideia combinar os dois estilos, o espaço só tem a ganhar com essa flexibilidade.

    Gostar

    1. Meu caro,

      São questões de consciência…
      Embora não tenha havido intenção, é algo que pode ter tido uma interpretação menos boa por parte de algumas pessoas.
      Seja como for, mal me apercebi do facto, tentei esclarecer qualquer intenção minha, não fosse alvo de juízos menos simpáticos.

      Enfim… Espero que esteja tudo minimamente esclarecido,

      Abraço!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s