Rescaldo | Marítimo 2 – 1 FC Porto

Desacreditar.

Em outro termo não m´ocorre pensar.

Entrevistas, agora, soam a ar.

Juras e querer d´amor por confirmar.


Estou de cabeça quente!

A explodir!

Não há jogador que vá hoje destacar;

Censurar ou elogiar,

É d´outro dia outro lugar.


Sem empenho,

Parceiro que ao lado parecia estranho.

Não entendo a razão…

A jogar assim, adeus, campeão!


E aquele sorriso merdoso!?

Presidencial, manhoso…

A quem proibir treinar a outros exige;

Estreito d´amizade, “glorioso”. 

A ver se à final assim te vejo, garboso…

Em finca-pé altivo,

Desejoso de infligir castigo

A rival que tens por amigo.


Quanto a nós…

Nada mais há a dizer.

Esquecer…?

Nunca!

Não me venham com ares insulares.

Correspondentes azares?

Se equipa com cabeça houvesse,

Não s´agoiraria prece.


Mau demais.

Tenro demais.

Campeão de colchão.

Sem estofo,

Cheio de crítica em mão.

Pois s´hoje cais,

Com, ou sem cerveja a mais,

Não há desculpa que haja segunda:

Seja ela feira, ou repetida maneira.


Portanto, respeitem-nos!!!

Este não é clube de favor!

Que d´outros roda pra ´Champions´ expor!

Pois se assim for:

DEIXEM-NOS!!!

Cá encontraremos melhor…


P.S.: Manoel de Oliveira merecia dar significância a esta etapa, se a arrogância do Marítimo presidente não chegasse…

P.S.2: Não olhem para o Danilo, não… O tuga que hoje vestiu verde-vermelhão.

Imagem:

Zero Zero, Vítor Parente,

Com sentimento qu´em nós vemos dormente…


Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s