Rescaldo | FC Porto 1 vs. 0 Arouca

Com saudade vos escrevo…

Há muito que não via a letra

De artigo a hora tida como certa;

Por agora recupero relevo

E assim vos conservo.


Foram dias de ausência,

Sem que deles sobre clemência;

Ao ausentar puros sentimentos,

Portistas, certos de acontecimentos…

Eis outro dia intercalado de lamentos.


Contra catorze vencemos.

Tivemos como arguido o costume.

Vindo do assobio em lume,

Com raça e castigo os comemos!


Culpa que de Arouca não houve,

Fez o que exigido se lhes pedira.

Contra nós, cansados,

Aos meios árdua tarefa nos coube.


Assustados.

Não pelos nossos;

Não pelos outros;

Antes pelos que nos vão levando roubados…


Grandes destaques não soube…

Marcano plantou-se, pesado.

A ele Indi de lá não tira rabo.

Que falta fará o bacano…

Em ronda próxima de Campeões a faltar, forçado.


Quaresma é cada vez mais outro.

Mais a uns que a outros, no goto…

Certo é que mesmo não parece,

Homem que brasão sagrado envergar merece!

Tudo deu, em nova pele.

Pois se dele outro não nos lembra,

Deste novo mais jogos carece.


Casemiro cada vez mais rijo.

Com siso s´engrandece.

Menos cacete na perna em frente

Que de nervos o “tribunal” já não arrebente!

Agora sim, filho:

És jogador decente! 

Sobrará de ti saudade em ano adiante?

Que por castigo responderás em ausência a crítico irritante…


Terminando a análise colectiva,

Do cap1tão palavra gulosa..

Qual lesão…

Que marcada em ano certo não sirva de lição.

Qual parada monstruosa!

Não mais medrosa

Será a saída de Fabiano, estrondosa.

Esperemos…

Que por vermelho errado

A sorte não nos saia ao lado…

Que seja justo por caminho trocado,

O regresso do nosso tão bem amado…!


Remate mais tosco não fora de preto…

Que se escaparia por expulso mais ou menos recto,

Não coube em si de apreço

O que de bicicleta salvou o arremesso…


Confesso:

De vós farto estou…

Jurados encartados em critério histérico…

A outros, mais rubros, só cabe mérito;

Por obra vossa, adulterada, de vista grossa;

Que aqui em orgulho não fareis mossa!!!


E se Lopetegui sozinho em protesto continuar,

A equipa mais acima houve que escudar,

Reacções que equipa abaixo os tem mais grandalhões.

Assim nos defende a estrutura…

Palavras de protesto?

Por entreposta pessoa ficam. 

Adeptos raivosos gritam:

Por onde andais, gente que pode!?

Sem influência vossa, não há orgulho que tanto dure,

Enquanto de vosso silêncio a palavra perdure…


Que continue a esperança…

Pode ser que um dia,

Para lá do esperado,

Fria surja a vingança

Àquilo que têm por comprado.


* imagem: Catarina Morais, Zero Zero

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s