Espanholada à portuguesa

Perdoe-se que tentado esteja!

À portuguesa serve Julen,

Quatro secas p’a comer, a alguién,

Especialmente a quem mãos beija.


Isento vai o petiz…

Assim diz o Moniz,

Aziado e sem regalo,

Segue infeliz…

Olvidando passado em intervalo.


Pois toma!

Dos vinte e cinco vivi feliz,

Em memória recente;

Ficaria doente!

Descontente!

De encéfalo demente

Vazio!

Se da memória,

Recuasse sessenta anos a fio:

Pré História!!!

Quê agora da vossa glória?


Se de Julen levaste recado,

Depois de ontem,

Mostra-te menos enfadado…!


Assim, Moniz,

Não vais a nenhum lado…

Bota a azia em ponto rebuçado.

Que daqui,

Já nem usurpar adianta, ao juiz…


Sem surpresa,

Fria se serve, a espanholada à portuguesa

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s